Menu

O legado de Fernando González

 fernando gonzalez discursoFernando González com crianças de sua Fundação (Foto: Diario La Tercera)

Aos 4 anos de idade, ele jogava futebol, batia uma bolinha nas quadras de tênis e acompanhava o pai, tenista amador, nas partidas de fim de semana na capital chilena. Desde a infância, Fernando González já mostrava muito talento pro esporte.

Não poderia ser diferente. Influenciado pelo pai, escolheu o tênis e começou a treinar três vezes por semana no Clube La Reina, nos arredores de Santiago. Alguns anos depois, o jovem chileno já intimidava os adversários e encantava o público com um forehand impecável, considerado um dos melhores de sua geração e da história.

Feña, como é carinhosamente chamado pelos fãs, ganhou 11 títulos de simples e 3 de duplas ao longo de sua carreira profissional. Foi medalha de bronze em simples e ouro nas duplas na Olimpíada de Atenas, e em Pequim conquistou a prata nas simples. Mas seu legado para o esporte do país não parou por aí.

fernando gonzalez forehand bbcFeña e seu impecável forehand (Foto: BBC)

Fernando González se tornou o terceiro tenista chileno, após Marcelos Ríos e Nicolas Massú, a entrar no Top 10 da ATP e chegou a ser o quinto melhor jogador do mundo. Também disputou duas vezes o ATP Finals, que reune os melhores do ranking em Londres.

“El Bombardero de La Reina” ou “Mano de piedra”, apelidos que recebeu por seu forte golpe de direita, se aposentou em março de 2012, após o Masters de Miami. Um mês antes esteve em São Paulo, onde disputou o Brasil Open, no Ginásio do Ibirapuera.

González abandonou as quadras, mas não o tênis. Com a aposentadoria, o chileno realizou um antigo sonho: ter um projeto social para levar o esporte às crianças e jovens de comunidades carentes da capital. O local escolhido foi Puente Alto, com 587 mil habitantes, ao sul de Santiago. Hoje, a Fundação Fernando González oferece aulas de tênis a cerca de 300 crianças, mas o objetivo é expandir o projeto em todo o país.

FeñaInauguração da Fundação Fernando González na Municipalidad de Puente Alto (Fotos: Divulgação)

Visitei o complexo esportivo durante minhas férias no Chile e fiquei impressionada com a quantidade e, principalmente, a qualidade das instalações. Diversas quadras de tênis, futebol, vôlei, basquete e um imenso ginásio coberto. Na entrada, uma estátua do tenista e uma placa: “Feña esteve aqui”. Todos os espaços estavam lotados, confirmando que a prática esportiva é tão importante quanto a educação para o futuro de um país.

Para celebrar a inauguração do complexo, Feña convidou o amigo espanhol Juan Carlos Ferrero para uma partida-exibição que marcou sua despedida do tênis profissional no dia 13 de abril deste ano. O próximo passo é também levar as atividades da Fundação para dois colégios da região.

Feña 2Partida-exibição entre González e Ferrero (Fotos: Divulgação)

“A ideia é contagiar a população. Que possam ver o que o tênis traz: coordenação, companheirismo, saúde física e mental, valores esportivos e sociais, e muito mais. E o mais importante de tudo na minha opinião: que realize os sonhos das crianças. Se alguma delas chegar a ser um bom tenista, vamos dar todo o nosso apoio.” 

Fernando González

Fernando Gonzalez criançasFernando González, mais que um ídolo no Chile (Foto: Divulgação)

Parabéns pelo belo trabalho, Feña!

Além de sua Fundação, Fernando González hoje é o treinador do jovem Matías Sborowitz, considerado uma das jovens promessas do tênis chileno.

Mais informações: www.fundacionfernandogonzalez.com e www.facebook.com/pages/Fundación-Fernando-González/366889246749693

voltar ao topo