Menu

O eterno Rei David

 David-Nalbandian-posicion-Daniel-Caceres CLAIMA20130205 0073 14O Rei se despede das quadras

David Nalbandian aprendeu a jogar tênis aos cinco anos de idade com os dois irmãos mais velhos na quadra de cimento construida pelo avô no quintal de casa. Um dos integrantes da tradicional escola argentina, David é um dos maiores, se não o maior tenista da história do país.

Sua marca registrada sempre foi o backhand de duas mãos, considerado um dos melhores do circuito, além da técnica, da raça e de uma grande inteligência tática, que o levou ao posto de número 3 do mundo. Quem o conhece e acompanhou pelo menos um pouco de sua trajetória recebeu com tristeza a notícia de sua aposentadoria.

As quadras perdem uma estrela, mas o esporte ganha mais um importante e inesquecível legado em sua história. O Tennis Report relembra os principais momentos da carreira do eterno “Rei David”, como é carinhosamente chamado pelos fãs mundo afora.

Nenhum outro jogador juvenil se destacou tanto quanto Nalbandian em sua época. Logo em 1998 conquistou o título do US Open e, em 1999, levantou os trofeus em Roland Garros e Wimbledon.

O talentoso tenista argentino se tornou profissional no ano 2000. Terminou o ano de 2001 entre os 50 melhores do ranking da ATP. Chegou à final de Wimbledon em 2002. Perdeu para Leyton Hewitt, mas alcançou o posto de jogador número 1 na Argentina e na América do Sul. Em 2003 fez uma bela campanha durante o US Open, alcançou a semifinal e perdeu para Andy Roddick, mas terminou o ano como número 8 do mundo.

David conquistou 11 títulos de simples no total. O primeiro no Estoril Open (hoje Portugal Open) em 2002, onde também venceu em 2006. E um dos maiores feitos de sua carreira foi o título da Masters Cup 2005 em Xangai (atual ATP Finals disputado em Londres), onde derrotou Roger Federer, número 1 do mundo na época.

A Copa Davis sempre foi uma paixão para os argentinos e a presença de David sempre foi de extrema importância para a equipe. Ele vestia a camisa literalmente e erguia a bandeira azul e branca com a raça e o orgulho tipicamente portenhos, mesmo não conquistando nenhum título para o país nas vezes em que foi um dos integrantes do grupo. Em 2006 foi vice-campeão na disputa entre Argentina e Rússia.

david davis 2

Em 2007 mais uma vitória sobre Roger Federer, dessa vez, no Masters de Madrid, quebrando um jejum de um ano e meio sem títulos. No mesmo ano, David derrotou Rafael Nadal no torneio em Paris por 6-4 e 6-0. Em 2008 foi campeão do ATP de Buenos Aires, levantando o trofeu em casa. E, em 2009, garantiu o título no torneio de Sydney, na Austrália. O último triunfo da carreira foi em 2010, em Washington.

David sempre teve uma personalidade explosiva, o que gerava muitas críticas e também encanto por parte dos fãs. Não foram poucas as vezes em que descontou toda a fúria nas raquetes, em especial, as da Yonex, patrocinadora oficial nos últimos anos de sua carreira. Mas nem só as raquetes foram alvos do tenista argentino. A final do torneio de Queens com Marin Cilic se tornou uma das partidas mais comentadas nos últimos anos. David foi penalizado, multado e desclassificado por chutar uma placa de publicidade que atingiu em cheio a perna do juiz de linha.

O "guapo" já foi considerado um dos “50 mais bonitos do mundo” pela Revista People e criou a “Fundação David Nalbandian” que oferece e incentiva a prática de esportes a pessoas com necessidades especiais. Em 2013 Nalbandian disputou cinco torneios, entre eles o Brasil Open, onde foi vice-campeão. O último foi o Masters de MiamiMas após inúmeras lesões e uma recente cirurgia no ombro e no quadril, o argentino decidiu se retirar do circuito. A despedida oficial será durante as partidas de exibição com Rafael Nadal em Córdoba e Buenos Aires, no mês de novembro. 

 Nalbandian43

“Vejo as imagens, os torneios e minha vontade é de voltar a jogar, mas não consigo mais treinar como exige o circuito. É muito difícil anunciar a aposentadoria do esporte que me deu tantas coisas na vida. Sou muito agradecido ao tênis”

E nós a você, David!

Imagens: Reprodução/Getty Images

voltar ao topo