Menu

A Caixa Mágica

 cajamagicaLa Caja Mágica - Estádio Manolo Santana (Foto: Divulgação)

Madri, uma das maiores cidades da Europa, onde a tradição convive muito bem com a modernidade. Esse espírito cosmopolita da capital espanhola também está presente no complexo esportivo que recebe um dos Masters 1000 da temporada.

Com uma estrutura feita de aço, madeira e vidro, o templo do tênis espanhol, projetado pelo arquiteto francês Diminique Perrault, recebeu o nome de “Caixa Mágica” (La Caja Mágica).

arantxaQuadra 2 - Arantxa Sánchez Vicario (Foto: Divulgação)

A quadra central ou Estádio Manolo Santana tem capacidade para 12.500 pessoas. A segunda quadra, Arantxa Sánchez Vicario, tem 3.500 assentos e a quadra 3 acomoda até 2.500 espectadores. Não se preocupe com a chuva: em todas tem teto retrátil!

Em outro prédio estão as atividades indoor: quadras, piscina aquecida, hidromassagem e vestiários. Do lado de fora, você acompanha os treinos e outras partidas que acontecem nas 10 quadras espalhadas pelo Tennis Garden.

cajamagicaforaTennis Garden (Foto: todosobremadrid.com)

No ano passado, os organizadores decidiram inovar e trocaram o pó de tijolo tradicional pelo saibro azul. O motivo? Melhorar a visibilidade durante o jogo (e, claro, chamar a atenção do mundo). Uma experiência sem sucesso. O “sabão em pó” madrilenho foi motivo de muitas críticas e escorregões dos jogadores. Alguns, inclusive, anunciaram que não disputariam mais o torneio.

saibroazulSabão em pó, ops, saibro azul (Foto: Andres Kudacki/AP)

saibroazulcaroCaroline Wozniacki, uma das vítimas da estranha superfície (Foto: Andrea Comas/Reuters)

Mas, o que é ruim para uns pode ser a glória de outros. Que o diga Fernando Verdasco! O espanhol que, nos últimos anos, não passa da primeira rodada na maioria dos torneios, conseguiu uma vitória histórica sobre Rafael Nadal nas oitavas de final, com direito a lágrimas e até beijinho! Milagroso saibro azul!

saibroazulverdascoFernando Verdasco (Foto: Juan Medina/EFE)

A superfície estranha e escorregadia também não foi problema para Roger Federer que saiu de Madri, feliz da vida, com o caneco nas mãos!

saibroazulfedererRoger Federer, campeão do Masters de Madri 2012 (Foto: www.marca.com)

Alheias à modernidade, as quadras da Caixa Mágica voltaram aos bons e velhos tempos e, neste ano, o saibro tradicional voltou a reinar firme e forte no torneio espanhol.

O mundo do tênis agradece!

Saiba mais: www.madrid-open.com

voltar ao topo