Menu

Brasil, o país das duplas

brunomarcelo-2Marcelo Melo e Bruno Soares (Fotos: Divulgação Wimbledon)

O All England Club nunca foi tão verde…e amarelo!

Desde 1967, quando Maria Esther Bueno foi vice-campeã de duplas, o Brasil não chegava à última rodada em Wimbledon.

E, pela primeira vez, dois brasileiros disputam as finais de um mesmo Grand Slam e escrevem mais um capítulo na história do tênis.

Marcelo Melo é especialista na grama e nunca escondeu que, de todos os torneios, este é o seu preferido. Em 2007 chegou às semifinais ao lado de André Sá, mas foram derrotados por Arnaud Clement e Michael Llodra.

Seis anos depois, um passo a mais. Após a suada vitória sobre Leander Paes e Radek Stepanek, Marcelo garantiu vaga na final de duplas com o parceiro Ivan Dodig e vão enfrentar os irmãos Bob e Mike Bryan.

melo dodigMarcelo Melo e Ivan Dodig (Foto: Divulgação)

Hoje foi a vez de Bruno Soares avançar à decisão do Grand Slam inglês nas duplas mistas. O brasileiro e a norte-americana Lisa Raymond derrotaram Jean Rojer e Vera Dushevina e, na briga pelo pódio, os adversários serão Daniel Nestor e Kristina Mladenovic. Bruno continua sua incrível jornada e busca mais um caneco em 2013.

bruno lisaLisa Raymond e Bruno Soares (Foto: Divulgação)

O primeiro a disputar o título será o mineiro Marcelo Melo. A decisão de duplas acontece neste sábado logo após a final da chave feminina, às 10h da manhã, com transmissão do SporTV 2.

Em toda a história, o Brasil tem 26 títulos de Grand Slam conquistados por Maria Esther Bueno, Gustavo Kuerten, Thomaz Koch, Bruno Soares e Tiago Fernandes, em chaves de simples, duplas, duplas mistas e juvenil.

Só em Wimbledon são oito: cinco nas duplas (1958, 1960, 1963, 1965 e 1966) e três em simples (1959, 1960 e 1964). Todos conquistados por Maria Esther Bueno.

maria esther wimbMaria Esther Bueno (Foto: Arquivo Pessoal)

Com Marcelo e Bruno nas finais do Grand Slam inglês, o país revive os bons tempos e volta a sonhar com títulos na grama após 47 anos. O fim de semana será especial para o tênis brasileiro.

Fonte: Confederação Brasileira de Tênis

voltar ao topo