Menu

O novo Federer, por Ivan Ljubicic

federer ivan

Por Matheus Martins Fontes, colunista do Tennis Report

Dezembro de 2015. O suíço Roger Federer opta por encerrar a parceria de dois anos com seu ídolo Stefan Edberg e decide integrar Ivan Ljubicic em sua equipe. Muitos fãs do suíço reclamam da atitude em trocar o certo pelo duvidoso questionando o que o croata poderia fazer de melhor no lugar do sueco, ex-líder do ranking.

Nos primeiros seis meses de parceria, a preocupação só aumenta, pois Federer não conquistou nenhum título – seu pior início em mais de uma década. Para piorar, é submetido à primeira cirurgia da carreira, no joelho em fevereiro de 2016, e precisa encerrar o ano antes da hora para “cicatrizar” a lesão. Com isso, perde Jogos Olímpicos do Rio, US Open e ATP Finals.

Muitos fãs já cogitam a possibilidade de Federer anunciar sua aposentadoria. Afinal, o que mais falta para o vencedor de 17 Grand Slams e recordista em semanas como número 1 nessa altura da carreira, aos 35 anos?

Leia mais ...

Na quadra ou na neve: o estilo inconfundível de Federer

  • Publicado em Moda

roger neve 1Roger Federer sob as lentes de Craig McDean no editorial da GQ Magazine

Por Aline Brunello

O ano mal começou e o tenista mais admirado da história do esporte já levou pra casa dois troféus: o do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, e o do BNP Paribas Open, em Indian Wells, primeiro Masters 1000 de 2017.

No intervalo entre os dois torneios, Roger Federer achou um tempinho em sua agenda atribulada e foi capa, mais uma vez, da GQ Magazine´s Style Bible, edição anual da consagrada revista de moda, que já virou leitura indispensável de grande parte do público masculino mundo afora.

Além do sucesso nas quadras, o suíço é figura carimbada no universo da moda masculina, sempre eleito pelo público e pelos especialistas como um dos homens mais bem vestidos e elegantes do mundo. Em 2016 não foi diferente. Sexto colocado no ranking da ATP, Federer venceu a disputa da GQ em dezembro passado, deixando para trás nomes como Kanye West, Ryan Gosling e Tom Hiddleston. Confira!

Leia mais ...

Suor, lágrimas e risos de uma campeã

Na LiNa Li, campeã do Australian Open 2014 (Foto: WTA/Getty Images)

Nem Serena Williams, nem Victoria Azarenka. Quem começou o ano com o pé direito e o backhand afiado foi Na Li. A chinesa já havia vencido o torneio de Shenzen e, pra temporada ficar ainda melhor, ela acaba de levantar o nono trofeu da carreira. Um dos mais importantes, senão o principal.

Aos 31 anos, Li é uma das tenistas mais completas e constantes da atualidade e mostra que nunca é tarde pra continuar triunfando e realizando sonhos, mesmo que muita gente diga o contrário. O prognóstico de que a chinesa não conquistaria mais nenhum título de Slam após Roland Garros estava errado. Após duas finais disputadas na Rod Laver Arena, em 2011 contra Kim Clijsters e em 2013 contra Azarenka, agora em 2014 ela fez bonito.

Do outro lado da rede, Dominika Cibulkova, que surpreendeu o mundo do tênis derrotando brilhantemente adversárias até então favoritas ao título, como Maria Sharapova e Agnieska Radwanska, e disputou pela primeira vez uma final de Grand Slam. Profissional desde 2004, a eslovaca é dona de três títulos e seu melhor resultado em Majors foi a semifinal de Roland Garros, em 2009. O que vimos neste Australian Open foi uma final inédita com um título também inédito. E merecido!

Leia mais ...

Melbourne 40 graus

 Polands-Jerry-Janowicz-is-003-2Jerzy Janowicz se refresca no Melbourne Park (Foto: Getty Images)

O que os cangurus, os coalas e as altas temperaturas têm em comum? Todos são marcas registradas do país mais encantador do planeta. Na Austrália as quatro estações são bem definidas e não é novidade que, em pleno verão no hemisfério sul, os termômetros lá ultrapassem facilmente a marca dos 40 graus. E, na primeira semana do primeiro Grand Slam da temporada, Melbourne mais parece um caldeirão. O forte calor aliado à alta umidade do ar tem prejudicado muita gente.

Se para o público que apenas acompanha as partidas já é difícil, imagine para os jogadores que, muitas vezes, chegam a ultrapassar limites físicos sequer imaginados. Resultado: tenistas se arrastando nas quadras até a última gota de suor. Sem falar nas inúmeras desistências logo na rodada inicial do “Happy Slam”, que nesta edição bem que poderia ser chamado de “Heat Slam”.

Só na primeira rodada da chave principal, nove tenistas abandonaram as partidas: Andrey Golubev, Alex Bogomolov Jr, Tommy Haas, John Isner, Radek Stepanek, Julian Reister, Robin Haase, Bernard Tomic, Polona Hercog e Ivan Dodig. Desistências que igualam o recorde registrado no US Open 2011 e em Wimbledon 2013, numa única rodada de um Grand Slam na Era Aberta. Com a temperatura na casa dos 44 graus, a Política de Calor Extremo foi implementada no quarto dia do Australian Open.

Leia mais ...

Destino: Australian Open

 2009-01-27 05.38.27 - Cópia - CópiaRod Laver Arena - Melbourne Park

O amor pelo tênis veio cedo. O encanto pelo jornalismo também. Mas poder vivenciar ambas as paixões de uma só vez é algo recente em meus 34 anos de idade, dez deles dedicados à profissão. Quando trabalhei no Bandsports tive um contato maior com a realidade do esporte e, na primeira oportunidade, não pensei duas vezes.

Saí de férias em janeiro de 2009. Destino: o outro lado do globo. Conhecer a Austrália era um sonho antigo. Praias, natureza, qualidade de vida, cultura, segurança, calor humano e muito incentivo a todos os esportes. Comprovei que o maior país da Oceania é um dos melhores do mundo, se não for o melhor, e como muita gente costuma dizer: é o Brasil que deu certo!

Mas não cruzei os oceanos e encarei mais de vinte horas de vôo apenas pra fazer turismo. Um dos objetivos era viver uma experiência profissional no Grand Slam mais democrático e hospitaleiro do circuito. E assim debutei no maravilhoso mundo do jornalismo “tenístico”: o Australian Open foi o primeiro torneio que acompanhei in loco. E a primeira vez a gente nunca esquece! Então, nada melhor do que falar sobre o primeiro Grand Slam da temporada no primeiro post do ano.

Leia mais ...

Aus Open

Assinar este feed RSS