Menu

Olhares sobre Roger Federer

fedbook

Ver o maior tenista de todos os tempos em ação, com sua maestria, é bem diferente de estar do outro lado da rede e jogar contra ele nas quadras mundo afora. Situações que confirmam a teoria de que “tudo depende dos olhos de quem vê”.

Pensando nisso, o escritor Scoop Malinowski reuniu depoimentos de torcedores, jornalistas e fotógrafos especializados em tênis, pegadores de bolinha, celebridades e até mesmo dos próprios jogadores que dividem ou já dividiram a quadra com o homem que ocupou a primeira posição do ranking mundial por mais de 300 semanas e é considerado o melhor de todos os tempos.

Os fãs revelam todos os detalhes do tão sonhado encontro com o ídolo. Já Andre Agassi, Patrick Rafter, Jim Courirer, Lleyton Hewitt, Guilhermo Cañas, James Blake e Rafael Nadal estão entre os 50 tenistas que contam suas experiências e compartilham momentos engraçados, curiosos e emocionantes vividos ao lado de Roger Federer. Cada um com um olhar diferente.

Leia mais ...

As melhores jogadas de 2013

 monfils-2O showman Gael Monfils (Foto: Getty Images)

Australian Open, Roland Garros, Wimbledon, US Open, WTA Championships, ATP Finals, Masters 1000, 500 e 250. São inúmeros torneios num calendário extenso de uma temporada alucinante. Jogadores, treinadores ou fãs de tênis, não importa. Todo mundo que acompanha o esporte tem na memória os momentos preferidos de 2013.

Todos os anos a ATP seleciona as melhores jogadas da temporada e a WTA faz uma lista ao público que escolhe a favorita por votação. Uma disputa bem difícil, afinal foram muitos os pontos imprevisíveis e emocionantes que já entraram pra história do esporte, seja no cimento, no saibro ou na grama.

Confira os truques de mágica protagonizados com maestria por alguns dos maiores tenistas do circuito nessa temporada. Pra guardar na "videoteca". Ready? Play!

Leia mais ...

O eterno Rei David

 David-Nalbandian-posicion-Daniel-Caceres CLAIMA20130205 0073 14O Rei se despede das quadras

David Nalbandian aprendeu a jogar tênis aos cinco anos de idade com os dois irmãos mais velhos na quadra de cimento construida pelo avô no quintal de casa. Um dos integrantes da tradicional escola argentina, David é um dos maiores, se não o maior tenista da história do país.

Sua marca registrada sempre foi o backhand de duas mãos, considerado um dos melhores do circuito, além da técnica, da raça e de uma grande inteligência tática, que o levou ao posto de número 3 do mundo. Quem o conhece e acompanhou pelo menos um pouco de sua trajetória recebeu com tristeza a notícia de sua aposentadoria.

As quadras perdem uma estrela, mas o esporte ganha mais um importante e inesquecível legado em sua história. O Tennis Report relembra os principais momentos da carreira do eterno “Rei David”, como é carinhosamente chamado pelos fãs mundo afora.

Leia mais ...

Uma vitória portuguesa, com certeza

 João-SousaJoão Sousa e o trofeu inédito (Foto: AP/Vincent Thian)

Kuala Lumpur, 29 de setembro de 2013. No torneio sediado na principal cidade da Malásia, um jovem tenista, considerado uma das promessas do tênis de seu país, fez bonito. E fez história!

Aos 24 anos, João Sousa alcançou pela primeira vez uma final em sua carreira. E uma final feliz: conquistou o primeiro título como profissional no circuito da ATP. Um feito inédito também para o tênis português!

Com muita raça, técnica e presença em quadra, o tenista luso derrotou grandes nomes do esporte, inclusive David Ferrer nas quartas-de-final do ATP 250, mas já havia chamado a atenção do público durante o US Open.

Leia mais ...

A dor e a delícia de ser… pai de tenista!

 Fernando T e carlos taricano

Por Carlos Taricano

Tudo começou na Copa Davis, Brasil x Canadá. Guga e Meligeni em quadra no Marapendi, no Rio de Janeiro. Todos os dias, eu, minha esposa Glaucia e meus filhos Fernando (8) e Gabriela (11) não saíamos do complexo à espera dos jogos.

O melhor de tudo não foi o resultado das partidas, com a vitória do Brasil na repescagem e a próxima disputa no Grupo Mundial, mas a paixão pelo tênis que nasceu em toda a família, em especial naquela criança de apenas 8 anos de idade.

No último dia do torneio, Fernando fez um pedido especial: entrar em uma escolinha de tênis. Sim, ele é um dos legados da Era Guga! Meses depois já disputava seus primeiros torneios pela Federação do Rio de Janeiro.

Leia mais ...

Divas das quadras

  • Publicado em Moda

 farrah-fawcett-O estilo de Farrah Fawcett em 1977

Um dos esportes mais tradicionais da história também é um dos mais elegantes. Basta voltar no tempo para comprovar que a moda sempre esteve presente nas quadras mundo afora.

E não só no tênis profissional. Seja nos vestidos, nas saias ou nos acessórios, o estilo era indispensável para muitas mulheres que praticavam o esporte apenas por hobby.

O site do jornal britânico The Telegraph reuniu algumas fotos exclusivas de atrizes, celebridades e divas dos anos 20 aos anos 70, que ainda servem de inspiração para muitas tenistas da nova geração. Confira!

Leia mais ...

“A divina” Suzanne Lenglen

 suzanne wimbledonSuzanne Lenglen - Wimbledon

Bem antes de Martina Hingis, Gabriela Sabatini e Maria Sharapova encantarem o público, dentro e fora das quadras, o mundo do tênis já tinha uma grande estrela. Não só pela leveza e agilidade com que jogava, mas também por vencer preconceitos numa época em que o esporte era território exclusivo do público masculino.

Suzanne Lenglen sofria de asma e encontrou no tênis uma maneira de melhorar o problema de saúde. Ganhou a primeira raquete aos 11 anos de idade e começou a jogar na quadra de saibro construída no quintal de casa, no interior da França. Vendo o talento da filha, o pai logo virou seu treinador e a levou para o Tênis Clube de Nice.

O sucesso veio rápido: com apenas 15 anos, Suzanne chegou à final de Roland Garros, mas perdeu para Marguerite Broquedis. As primeiras vitórias aconteceram nos campeonatos mundiais de saibro em Saint-Cloud.

Leia mais ...

"Bellissimo" Foro Italico

 foro italicogeralVista aérea Foro Italico (Foto: novarchitectura.com)

De uma pequena província a um dos maiores impérios da antiguidade. Roma é mesmo fascinante e ainda preserva sua história como poucas cidades do mundo.

Palco de inúmeros conflitos no passado, mas também de pura arte, cultura e esportes, a capital italiana recebe esta semana o Internazionali BNL d'Italia, mais conhecido como Masters de Roma.

Sem dúvida, a temporada de saibro é a mais atraente, já que podemos "passear" por algumas das cidades mais encantadoras do mundo apenas pela telinha. Confesso que, se Monte Carlo não sediasse uma das etapas da ATP, o torneio de Roma seria o meu Masters 1000 preferido na terra batida.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS