Menu

A Passarela Olímpica

  • Publicado em Moda

rio 2016Cerimônia de abertura Rio 2016

Uma passarela de luzes, alegria e patriotismo. O espírito olímpico invadiu o Maracanã e o Centro de Tênis no Rio de Janeiro, dando o tom e ditando a moda no maior evento esportivo do planeta. Da cerimônia de abertura ao último dia de competição, os atletas do tênis deram um show de elegância, mostrando que fair play é uma tendência eterna, em qualquer lugar do mundo.

O amor pelo país também é um item indispensável no dia a dia dos tenistas que participaram da Rio 2016, afinal esta edição não valeu pontos no ranking, nem distribuiu premiações em dinheiro, como manda uma das tradições olímpicas. Mesmo assim, alguns dos melhores do mundo mostraram que vestir a camisa é fundamental na carreira de um atleta, um exemplo a ser seguido no esporte e também na moda.

Além de muito bem representado por Caroline Wozniacki, Rafael Nadal, Andy Murray e Gilles Muller na cerimônia de abertura, o tênis também fez bonito nas quadras do complexo olímpico. Jogadas incríveis, partidas emocionantes e belos uniformes roubaram a cena. Confira quem subiu no pódio e garantiu medalha, dentro e fora das quadras, na Rio 2016.

Leia mais ...

Nicolás Massú: suor, lágrimas e ouro

 massu atenasNicolás Massú, único tenista a conquistar duas medalhas de ouro na mesma edição dos Jogos Olímpicos, em Atenas 2004 (Foto: Agência/Reuters)

Superação: passar por todas as dificuldades, ir além dos limites, transcender, triunfar. O filósofo grego Platão já dizia: "Vencer a si próprio é a maior de todas as vitórias". Mas, melhor do que qualquer frase ou definição é ver essa incrível capacidade virar realidade. Não apenas uma vez. Foi assim, pouco a pouco, superando todos os limites físicos e mentais, que Nicolás Massú entrou definitivamente para a história do esporte mundial. O palco: Grécia, berço da filosofia e do esporte.

Foi em 2004, em Atenas, que o chileno se tornou o único tenista a conquistar duas medalhas de ouro na mesma edição dos Jogos Olímpicos. A primeira, nas duplas, veio ao lado de Fernando González, após vitória sobre os irmãos Bryan nas quartas-de-final e depois de uma batalha de 3 horas e 43 minutos na final diante de Rainer Schuettler e Nicolas Kiefer. A segunda, em simples, veio para coroar o duelo final de 4 horas com Mardy Fish, e uma dura estreia contra Guga Kuerten. As partidas, que refletiram o verdadeiro espírito da Grécia Antiga, mudaram para sempre a vida “del Vampiro”, apelido pelo qual é conhecido no circuito.

Com o início da Olimpíada no Rio de Janeiro, os olhos do mundo se voltam para mais uma edição do maior espetáculo esportivo do planeta e o tênis relembra o feito histórico de uma das lendas do esporte chileno. O Tennis Report bateu um papo com Nicolás Massú, durante sua última visita ao Brasil. O campeão dos ATPs de Buenos Aires, Amersfoort, Palermo, Kitzbuhel e Brasil Open 2006, falou sobre a carreira, a paixão pela Copa Davis, a relação com Fernando González e Marcelo Ríos, os recentes casos de doping no esporte, os bons momentos vividos no Brasil, a conquista olímpica e muito mais. Confira!

Leia mais ...
Assinar este feed RSS